Parque das Aves – Foz do Iguaçu.

*Viagem de casal com criança de 6 anos em Janeiro de 2017.

O Parque das Aves é mais um dos passeios incríveis que Foz do Iguaçu nos presenteia.  É um zoológico (como eles mesmo fazem questão de ser chamados), mas um zoológico especializado em aves e que trabalha com os pilares modernos de zoológico (educação, bem-estar animal, conservação, pesquisa e lazer). É um lugar muito agradável para um passeio, seja sozinho, em grupos de amigos ou em família e que merece uma atenção especial, não só por sua beleza, mas pelo magnífico trabalho.

Entrada do Parque das Aves

Confesso que me encantei tanto pelo lugar que fiquei me perguntando por que eu não estudei Biologia para poder trabalhar por lá. 🙂 kkkk

Localização e Dicas Iniciais

O Parque das Aves está localizado na Avenida das Cataratas, km 17,1, quase em frente à entrada do Parque Nacional do Iguaçu. Existe transporte público com parada exatamente na entrada do parque. A linha de ônibus que faz esse percurso é a 120, mesma linha que atende ao Parque Nacional das Cataratas e ao Aeroporto. Nós optamos por usar o serviço de Transflix da Loumar Turismo, pois encontramos horários que nos atendia perfeitamente.

O parque funciona todos os dias de 8:30 às 17:00. Valores de ingresso devem ser consultados no próprio site para garantir informações atualizadas. (http://www.parquedasaves.com.br/pt/informacoes.html).

É indicado fazer a visitação pela manhã porque é quando as aves, teoricamente, estão mais dispostas e ativas.

No roteiro tradicional de quem faz uma viagem rápida a Foz do Iguaçu, o Parque das Aves é constantemente “encaixado” antes de uma visita ao Parque das Cataratas. Eu não acho isso de todo ruim, desde que você consiga separar um tempo suficiente para não fazer o passeio com pressa. Em minha opinião, o Parque das Aves merece uma visita entre 2 horas a 2 horas e meia se for almoçar por lá. A minha sugestão, nesse caso, é fazer o Parque das Aves pela manhã, almoçar no restaurante deles (que serve pratos executivos, além de lanches) e depois seguir para o Parque das Cataratas, evitando, inclusive, a enorme fila que se forma no Parque das Cataratas pela manhã.

Aqui temos o link para compras pela TourON: Comprar ingressos Parque das Aves + Cataratas Brasil

Porém, essa sugestão de roteiro acima só se torna válida se você for ao Parque das Cataratas apenas para fazer a trilha das Cataratas. Se seu interesse for fazer mais algum outro passeio por lá, como nós fizemos o Macuco Safari, encaixar os 2 parques no mesmo dia ficará bem corrido, e ate pouco proveitoso. Nesse caso, o ideal seria deixar um dia separado para cada parque como nós fizemos. 🙂

Às segundas-feiras não ocorre a experiência de colocar as araras mansas no braço para a tradicional foto. Fique atento a isso no seu roteiro. Nós não tínhamos essa informação e por isso temos mais um motivo para voltar. kkkk

História do Parque das Aves

Tudo começou quando o Senhor Dennis Croukamp, um apaixonado por aves, mudou-se com a família da Namíbia, África, para o Brasil.

Família Croukamp
Família Croukamp, fundadores do Parque das Aves (imagem retirada do site do Parque das Aves).

O senhor Croukamp, junto com sua esposa Anna, médica-veterinária, adquiriram um terreno de 16 hectares de floresta em Foz de Iguaçu. Nesse local, o casal plantou árvores nativas e identificou os melhores lugares para criação dos recintos dos animais. Assim, as trilhas que existem hoje no parque foram traçadas de forma natural.

O Parque das Aves foi inaugurado em 1994 e hoje conta com mais de 1320 aves de 143 espécies diferentes, sendo o maior parque de aves da America Latina. 50% dessas aves foram resgatadas de maus tratos e do tráfico e 43% das aves nasceram no próprio parque. Possui o maior grupo de Jacutingas e de Ararajubas em exposição no mundo e o maior viveiro de araras da América do Sul.

Ararajubas e Marianinha do peito amarelo.

Estrutura e Atrações

Os viveiros são todos distribuídos ao longo das trilhas que contornam o parque. Essas trilhas são cimentadas e dá tranquilamente para andar com carrinhos de crianças ou cadeiras de rodas. Todo o percurso é muito bem sinalizado e com várias placas informativas.

Mapa do Parque das Aves
Mapa do Parque das Aves (retirado do site do Parque das Aves).

Como o parque está todo construído em uma área de mata atlântica, existe a predominância de áreas de sombra.

Durante o trajeto encontramos banheiros e lanchonete e no final do percurso um restaurante onde almoçamos, além da lojinha de lembrancinhas (muitas coisinhas lindas por lá! Amei meu calendário de mesa!).

Começamos o trajeto visitando alguns recintos fechados onde vimos alguns saguis e algumas aves menores. Mas logo encontramos alguns papagaios soltos que já nos amimaram para o que estava por vir!

Papagaios solto no Parque das Aves

Seguindo, percebemos que as aves que não voam alto e que não são “perigosas” ficam em recintos com grade baixa. Algumas, inclusive, tinham dado uma fugidinha para um passeio no recinto vizinho. Ali encontramos um grande grupo de Flamingos.

Algumas aves no Parque das Aves

Logo começamos a encontrar os grandes viveiros, onde os visitantes passam por dentro da área e podemos ficar cara a cara com várias espécies de aves, cada uma mais linda que a outra. São 3 desses grandes viveiros:

  • Viveiro floresta onde encontramos gralhas, sabiás e jacutingas.

Viveiro Floresta, Parque das Aves

  • Viveiro Pantanal com guarás, garças, tucanos e seriemas.

Viveiro Pantanal, Parque as Aves.

  • Viveiro das araras, uma experiência incrível de imersão onde diversas espécies de araras e papagaios parecem ignorar nossa presença e nos presenteiam com voos rasantes ao nosso lado.

Além das diversas outras espécies de aves que encontramos pelo percurso, também podemos observar alguns répteis como jiboias, iguanas, jacarés e sucuri.

Jiboia, Parque das Aves

No parque também encontramos um incrível borboletário!

Borboletário, Parque das Aves.

E para mim, a maior surpresa estava no final! Eu nem tinha ideia que “aquilo” existia! Fiquei com uma mistura de choque e êxtase! Conheci um Casuar. Uma ave solitária e territorialista que quando provocada pode tornar-se extremamente agressiva, o que lhe rendeu o título de “ave mais perigosa do mundo” no Livro dos Recordes. Essa ave é ao mesmo tempo linda e assustadora. Possui uma penugem de cor azulada no pescoço, mas suas enormes garras me chamaram atenção, me lembraram, de alguma forma, patas de dinossauros.

Casuar, Parque das Aves.

Ao final do percurso, em frente ao restaurante, é onde ocorre o encontro com as araras mansas. É o momento em que o visitante pode tirar a famosa foto com a arara no braço. Infelizmente não pudemos vivenciar essa experiência, pois visitamos o parque numa segunda-feira, dia de descanso das araras.  😦

Araras Mansas, Parque das Aves.

Outras experiências possíveis no Parque das Aves

O Parque das Aves, como já mencionei anteriormente, é um zoológico com foco no bem estar animal. Sendo assim, sua estrutura não se restringe a visitação. Eles possuem um programa de abrigo e recuperação onde aves resgatadas ou debilitadas recebem um novo lar para que tenha a sua vida social restabelecida da melhor forma possível. Possuem, inclusive, uma Divisão de Bem-Estar Animal! 🙂

Outro programa muito interessante que eles possuem é a reprodução para conservação das espécies, onde desenvolvem o trabalho de garantir que espécies ameaçadas possam se reproduzir de forma natural.

Mas essas 2 experiências acima ocorrem nos bastidores do parque, onde os visitantes não tem acesso. Será que é isso mesmo?

Não! Olha que legal essa nova experiência que o Parque das Aves está implantando:

Backstage Experience: “A experiência inclui acesso a áreas restritas e a oportunidade privilegiada de entrar em contato com algumas aves, alimentar tucanos e outras espécies, e entender mais sobre o trabalho de conservação e recuperação que o Parque das Aves realiza.” Admito que estou louca de vontade de voltar para vivenciar essa experiência!

E reforço que foi uma manhã muito agradável em uma visita incrível.

Se quiser saber mais sobre Foz do Iguaçu, não deixe de ler nosso Roteiro de 8 dias em Foz do Iguaçu e dicas de 20 passeios pela região.

Continue acompanhando nossas séries de postagens sobre Foz do Iguaçu para descobrir ainda mais desse destino encantador. 🙂

*Gostaria de agradecer ao Parque das Aves pelas cortesias no ingresso e a Loumar Turismo pelo nosso transfer, mas ressalto que todas as opiniões, recomendações e sugestões são baseadas em experiência própria.

Reservando através de algum link do programa de afiliados no nosso blog, você não pagará nada a mais por isso e ainda contribuirá com uma comissão para ajudar o blog a melhorar cada vez mais.*

Gostou das nossas informações? Então que tal seguir o blog por e-mail, no Instagram e em nossa página no Facebook para não perder nenhuma postagem? 🙂

E na hora de planejar e reservar as viagens, lembre-se que você pode fazer as reservas de hotéis e carros diretamente no nosso blog. Você não paga a mais por isso e ainda contribui com uma comissão para ajudar o blog a melhorar cada vez mais.

Nós só indicamos os serviços que testamos e aprovamos.

Procurando hotel em Foz do Iguaçu?

Utilize o banner do Booking localizado na lateral direita do blog, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.

Quer alugar um carro em Foz do Iguaçu?

Utilize o banner da Rentcars localizado na lateral direita do blog, ou esse link aqui. Reservando seu hotel através da nossa página você não paga nada a mais por isso e ainda fornece uma pequena comissão para o blog.

 

12 comments

  1. Muito obrigada pela visita, Aline! Ficamos muito felizes de receber você! E seu relato do passeio está incrível, cheio de detalhes que vão ajudar todo mundo a entender o trabalho sério e dedicado que fazemos aqui. Muito obrigada e volte mais vezes – estaremos te esperando 😀

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s