Dicas de Restaurantes no Peru – Lima e Cusco

*Viagem de casal em Junho de 2016.

Depois do roteiro com o passo a passo de toda nossa viagem pelo Peru, chegou a hora de dar dicas de alguns restaurantes em que estivemos e aprovamos (ou não). Afinal, ninguém viaja de barriga vazia, certo? E normalmente quando vamos para uma cultura diferente, sempre surge a dúvida de onde comer. 😉

Nós passamos pelas cidades de Lima, Cusco, Águas Calientes e Machu Picchu. Estamos longe de sermos críticos de gastronomia. Nossa intenção é só dar dicas, mesmo, de acordo com os nossos paladares e com o atendimento que recebemos. Como não viajamos com crianças dessa vez, não teremos nenhuma dica especificamente kids friendly.

O Peru é um país reconhecido pela sua boa gastronomia. Para vocês terem uma ideia, o país possui 3 restaurantes entre os 30 melhores do mundo na lista de 2016!!!

São mais de 3 mil tipos de batatas e 35 variedades de milho. Tem até suco de milho roxo! (Uma delícia, por sinal). Imagina a infinidade de misturas gastronômicas que esses números podem dar? 😉

Pratos e bebidas Típicas do Peru

Antes de descrever os restaurantes que visitamos, quero deixar as dicas de alguns pratos e bebidas típicas do Peru. Não tive coragem de me aventurar em todos.

  • Ceviche – um dos pratos mais famoso do Peru: basicamente é um prato de pescados marinados em limão peruano, cebola, sal, alho, pimenta e choclo (milho de grãos grandes). Recomendam experimentar o ceviche em Lima, onde possuem peixes frescos.
  • Cuy – prato mais famoso de Cusco. Consumido desde a era pré Inca. Desculpem-me os apreciadores, mas eu não tive coragem! Pra quem não sabe, cuy é o nosso porquinha da índia/preá! Não consigo nem olhar para fotos desse prato. 😦
  • Lomo Saltado – essa vai para os apreciadores de carne vermelha. É uma mistura de picadinho de carne salteada servido com arroz e batatas fritas.
  • Ají de Gallina – desfiado de frango com um creme levemente apimentado.

 

  • Chicha Morada – bebida refrescante feita de maíz morada (milho roxo). Eu sou super chata com comidas e bebidas estranhas, mas posso afirmar que essa é muito boa! Ah, não é alcoólica! É como um suco / refresco. Tem cor de suco de uva. As crianças com certeza vão amar!
  • Chá de Coca – tá certo que não é uma bebida saborosa. Mas se faz necessária nas regiões mais altas, como Cusco. Ele auxilia a evitar o mal de altitude (soroche). Mas eu não arriscaria oferecer às crianças. (Eu tomei e não dá onda! Kkkk).
  • Inca Kola – refrigente típico do Peru. Vende mais que Coca-cola. Posso ser sincera? Não curti! Tem gosto de remédio. 😦
  • Pisco Sour – agora dica para apreciadores de uma bebidinha. O Pisco Sour está para o Peru como a caipirinha está para o Brasil. E assim como a caipirinha pode ser misturada com diversas frutas, o Pisco Sour também, tendo combinações com o maracujá, por exemplo. Mas cuidado: o bicho é forte!!!
  • Chilcano – uma mistura de pisco, limão e ginger ale. Seria uma versão mais “leve” do Pisco Sour.
  • Cusqueña – cerveja típica peruana. Voltei apaixonada! Quem for ao Peru e quiser me dar um presente, pode trazer Cusqueña pra mim, preferencialmente a Cusqueña Negra! (Tragam junto com os chips de banana lá de Maras). Kkkk

Vamos aos Restaurantes:

*não reparem na qualidade das fotos, por favor, ainda tenho vergonha de sacar a câmera no meio dos restaurantes, acabo fotografando “escondido” com o celular. kkkk

Mangos

Shopping Larcomar em Lima (http://mangosperu.com/)

Primeira experiência com refeição no Peru. Não poderia ter começado melhor! Ou talvez fosse melhor não ter começado por ele já que depois dele foi difícil aprovar outro local. Kkkk

Sabe aquele lugar arrumado, mas ao mesmo tempo descontraído? Com um atendimento IM-PE-CÁ-VEL! Sério, nunca fui tão bem atendida. Todos os pratos foram explicados, as sobremesas idem, orientações de bebidas para acompanhar. Atendimento nota mil! A comida também estava fantástica! E a sobremesa era dos deuses!

Melhor restaurante da viagem no conjunto atendimento x sabor.

Tente chegar cedo para conseguir uma mesa na área externa e apreciar a linda vista da orla de Lima. Mesmo que esteja frio, vale a pena ficar na área externa. Eles possuem alguns aquecedores a gás.

Eu não contei pra vocês, mas minha comida preferida é gnocchi de batata. Imaginem poder experimentar gnocchi de batata no país das batatas??? Era tudo o que eu poderia querer. Kkk

Então, para não errar na escolha do primeiro prato no Peru e correr o risco de desmaiar de fome (já que estava chegando de viagem com fuso horário todo doido), escolhi o meu certeiro “gnocchis 4 quesos”, acompanhado de “Chilcano de Maracuy”.

Já o marido foi direto no “Lomo Saltado”, acompanhado de “Macerado Sour” e também não teve do que reclamar.

De sobremesa pedimos um trio de suspiros de sabores diferentes, onde dou destaque ao com sabor de Lucuma (fruta típica peruana).

1-mangos
Restaurante Mangos – Shopping Larcomar.

Essa refeição para casal, com taxas já inclusas, ficou em aproximadamente 150 soles.

Café del Museo Larco

http://www.museolarco.org/cafedelmuseo/

Quando relatei a nossa visita ao Museu Larco, contei que trocamos nosso jantar no Huaca Pucclana pelo café do Museu já que estávamos muito cansados e preferíamos algo mais informal. Aproveitamos e fizemos nossa visita ao museu.

Mas nunca vi um atendimento tão ruim! Sem brincadeira, esperamos quase meia hora para sermos atendidos. E não estava cheio, muito pelo contrário, estava bem vazio! Tinha apenas 1 mesa ocupada com um grupo grande.

Como estava um friozinho gostoso pedimos sopas. Estavam ruins.  Tanto que nem me animei pra tirar fotos nem nada do tipo.

Definitivamente não indico!

La Rosa Nautica

http://www.larosanautica.com/

Lembram-se do restaurante localizado “mar adentro” em Lima? Nós estivemos lá para o chá da tarde. (Tea time, de 4pm às 7:30pm).

Nesse horário são servidos 4 mini sanduíches, 4 mini sobremesas, alguns cookies e 1 bebida por pessoa, ao valor de 49 soles por pessoa. Todos estavam saborosos.

a20160531_170919
Tea tima no La Rosa Nautica

Valeu por poder conhecer o interior desse restaurante famoso e bem conceituado, por um preço mais em conta do que se fôssemos fazer uma refeição completa por lá. Mas não achei “essa coca-cola toda”. Achei tanto o ambiente quanto o atendimento frio / formal demais.

Tanta

Centro Histórico de Lima – http://tantaperu.com/

O Astrid y Gastón foi eleito o restaurante número 30 do mundo em 2016. Mas nós resolvemos visitar a versão mais executiva dele, o Tanta, presente em vários bairros de Lima e em outras cidades no Peru.

Aproveitamos nosso dia no centro histórico de Lima e visitamos o restaurante de lá.

Esse eu indico com ressalvas. Não é que seja ruim, mas achei bem longe de ser um restaurante de um chef renomado.

Eu pedi um ceviche que não me agradou. Não gostei do ponto do marinado. Parecia simplesmente mergulhado em limão.

Marido pediu lomo saltado e disse que estava “normal”. Normal não é exatamente o que eu esperava do Tanta.

Acompanhamos com cusqueñas negras.

1-tanta
Tanta – Centro de Lima

Não lembro o valor da conta.

Cicciolina

http://www.cicciolinacuzco.com/

Esse é um restaurante super badalado em Cusco! Muito procurado, impossível ir sem reserva. Dizem ser um dos melhores da região, quase que impossível de resistir a uma ida nele.

Então, como bons turistas, lá fomos nós! O restaurante é um pouco escondidinho, a comida é realmente MA-RA-VI-LHO-SA! Mas sabe quando você não curte o clima? Pois é, não rolou uma empatia.

Começamos com um pequeno mal entendido com as datas das reservas e que não foi bem resolvido pela hostess. Eu acabei errando a data da minha reserva, mas eles também não encontravam a reserva em nenhum dia próximo. Ficou um clima muito ruim. Só no Brasil que fui perceber o problema: minha reserva era para o dia seguinte, mas o restaurante tinha marcado para 1 semana depois!!!

Depois de um leve constrangimento, nos deixaram entrar já que havia justamente uma mesa para 2 não utilizada (coincidência?). Mas teríamos hora marcada para terminar nossa refeição, enquanto o casal da reserva posterior não chegava. 😦

Mas sendo sincera? O Ambiente como um todo não me agradou. O espaço é muito pequeno e as mesas ficam todas muito emboladas. Não rolou uma privacidade que um restaurante mais sofisticado merecia.

A refeição é definitivamente o ponto forte. Fortíssimo por sinal!

Após ler todo o cardápio, optei novamente por um gnocchi (que falta de criatividade, né?). Mas gente, que gnocchi era aquele? Só de lembrar, me da água na boca.  Nunca comi nada tão maravilhoso! De acompanhamento pedi uma taça de vinho rose (Intipalka Rose).

Meu marido escolheu um Lomo de Alpaca que também estava perfeito. O chef de lá é realmente muito bom. Acompanhou uma taça de vinho Don Humberto Malbec.

De sobremesa pedimos um Semifredo e Platanos em Azucar. Nessa parte já não curti. Não achei as sobremesas saborosas, ou no mínimo, próximas aos pratos principais.

1-cicciolina
Cicciolina – Cusco

Essa refeição para casal, com couvert e taxas inclusas, ficou em aproximadamente 200 soles.

Incontri del Pueblo Viejo

Restaurante de nome estranho, mas de ambiente super agradável em Águas Calientes. Uma graça de lugar.

Paramos nele para um almoço após a descida de Machu Picchu. O ponto forte é pizza e não negou a proposta!

Pedimos uma “La Peruanita” acompanhada de cusqueñas negras. E que pizza boa!!! E olha que se tem uma coisa que experimento em todo lugar que viajo é pizza!

Aprovadíssimo!!!

E o valor? Nossa conta fechou em 60 soles já com o cafezinho. 😉

La Bodega 138

E pra fechar nossa listinha, um restaurante em Cusco famoso pelas cervejas artesanais.

Resolvemos jantar nele na volta de Machu Picchu, cansadíssimos, queríamos umas bebidinhas para relaxar e adivinhem? Lei seca por conta da eleição presidencial no dia seguinte! Nenhuma opção de bebida alcoólica permitida no cardápio!

Acabamos cedendo a mais uma pizza, dessa vez Toscana, acompanhada de Coca-Cola. 😦

Não era uma pizza ruim, mas nada surpreendente! Infelizmente não pudemos experimentar o que o local realmente oferecia como de melhor (as cervejas).

Surpreendente foi descobrir, depois de terminada a refeição, que não aceitavam pagamento em cartão de crédito, e não tínhamos mais soles! Tivemos que pagar em dólares numa conversão bem ruim. 😦  Ainda bem que foi um valor baixo (45 soles).

Além desses restaurantes, todos indicados em sites e guias de viagem, também comemos em Mc Donalds e cafés locais (muitas empanadas). 🙂

*Dica extra: O Viajei Bonito faz um post de onde comer em Cusco gastando pouco. São dicas excelentes para quem está numa viagem mais baixo custo. Vale conferir 😉

Espero que essas dicas possam ajudar nas escolhas de onde fazer as refeições quando visitarem o Peru.

Para ver as outras postagens dessa viagem, acesse o nosso Roteiro Geral com algumas dicas.

*Esse é um Blog independente e todas as opiniões, recomendações e sugestões são baseadas em experiência própria. Reservando através de algum link do programa de afiliados no nosso blog, você não pagará nada a mais por isso e ainda contribuirá com uma comissão para ajudar o blog a melhorar cada vez mais.*

Gostou das nossas informações? Então que tal seguir o blog por e-mail, no Instagram e em nossa página no Facebook para não perder nenhuma postagem? 🙂

E na hora de planejar e reservar as viagens, lembre-se que você pode fazer as reservas de hotéis e carros diretamente no nosso blog. Você não paga a mais por isso e ainda contribui com uma comissão para ajudar o blog a melhorar cada vez mais.

booking-horizontal

11 comments

  1. E o lomo salteado é bom?
    Vou anotar as dicas!
    Gostei bastante dos preços
    Reserva do cicciolina faz pelo site?
    Já sei q vou pedir os gnocci!
    E o rosa náutica vale a pena almoçar ou jantar?
    Bjo

    Curtir

    1. Lomo salteado é muito bom. Tanto q marido só pedia esse kkkk e é ótimo pra crianças q nao ficam sem carne (e q podem estranhar outros pratos).
      Reserva no cicciolina por email. Mas me falaram q pro almoço nao precisa reserva.
      Os preços sao bons, sim. Da pra ter uma media muito boa.
      Rosa nautica nao tenho ideia. Fui so pra conhecer mesmo. Mas tem cardapio no site.

      🙂

      Curtir

  2. Puxa, eu adorei o Tanta de Santiago! Achei bem gostoso (e inclusive sempre peço ceviche quando eu vou…). Mas né, unidades diferentes *(em países diferenets!)…
    Ah, morri com essa sequencia de suspiros ❤ (o de lúcuma é sempre meu preferido!)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s